Projeto prevê inclusão de funcionários do comércio na fila de prioridades para vacinação

Escrito por em 01/02/2021

Desde o começo da vacinação contra Covid-19, diversos setores, como Supremo Tribunal Federal (STF),  tentam “furar a fila” para conseguir doses do imunizante. Desta vez, a tentativa de priorizar determinado grupo vem em forma de projeto de lei na Câmara dos Deputados.

E o autor é conhecido na região de Rio Preto. O deputado federal Luiz Carlos Motta (PL) quer incluir os trabalhadores do comércio na fila prioritária de vacinação. Motta, para quem não sabe, é presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio (CNTC).

Ao se justificar, Motta cita o que todo mundo sabe: que os trabalhadores estão expostos ao contágio e, vacinados, terão as vidas protegidas. “Há de se ressaltar que estes trabalhadores, fundamentais para manter o giro da economia nacional, acabam expostos ao contágio do novo Coronavírus também no transporte público. Enfim, cabe sublinhar que ao serem vacinados contra a Covid-19 os comerciários vão preservar a sua própria saúde e vida e, da mesma forma, daqueles com os quais convivem socialmente e se relacionam profissionalmente. Imunizados, serão grandes colaboradores para a contenção da propagação da Covid-19 e, assim, vão contribuir para a preservação da vida, ajudando a estancar a mortandade no Brasil”, diz trecho da justificativa.

A depender da “celeridade” do Poder Legislativo, o projeto pode ser aprovado em alguns anos.


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]